Quinta-feira, Abril 18
Shadow

Em Marco, Paróquia de São Manuel celebra festa em honra ao padroeiro

Com muito fervor e devoção os paroquianos da Paróquia de São Manuel estiveram reunidos de 09 a 19 de novembro no adro da igreja matriz do município de Marco para celebrar a festa em honra a São Manuel, padroeiro do povo marquense.

Pode ser uma imagem de multidão e temploFoto: Edigley – Adro da igreja matriz de São Manuel

O Dia de São Manuel encontra-se no calendário a 17 de junho, mas a paróquia celebra em novembro. São Manuel mártir, também conhecido como São Manoel, foi um embaixador do império persa. Com a proclamação de Juliano como imperador romano, germinaram no império as teorias pagãs e voltou-se a perseguir os cristãos. Como embaixador, São Manuel tentou negociar a paz com a Juliano, mas o imperador considerava o cristianismo como a praga do mundo, mandando prender Manuel e torturar o mesmo até este renunciar à sua fé. São Manuel resistiu a todas as torturas, até que foi decapitado no ano de 363.

Pode ser uma imagem de 4 pessoas e texto Pode ser uma imagem de 5 pessoas e texto

Pode ser uma imagem de 2 pessoas e texto

Pode ser uma imagem de 9 pessoas, flauta e clarinete

A cada noite diáconos e sacerdotes trouxeram meditações baseadas no tema do dia, mas refletindo sobre o central da festa: “Vocação, graça e missão”, tema este meditado durante todo o ano vocacional. Dom Vasconcelos, bispo diocesano, presidiu a Santa Missa da nona novena na noite deste sábado, 18 de novembro. O pároco e vigário da região episcopal Vale do Acaraú, Monsenhor Raimundo Nonato, concelebrou.

O tema escolhido para esta última noite foi: “Com São Manuel vivemos nossa vocação missionária, dom e graça de Deus”. E com ênfase na liturgia escolhida para este dia, Dom Vasconcelos falou sobre a catequese e como é importante todo cristão católico ser anunciador da palavra. “Jesus precisa ser conhecido, amado e seguido. O objetivo da catequese é anunciar Jesus, que é o verbo de Deus. Nós não podemos ignorar a palavra de Deus, ignorar a Jesus é ignorar a palavra”, disse.

Pode ser uma imagem de 10 pessoas e texto Pode ser uma imagem de 4 pessoas e texto

Pode ser uma imagem de uma ou mais pessoas e multidão

 

Dom Vasconcelos enfatiza sempre em suas celebrações com os marquenses sobre a alegria de estar entre eles, pois sente a igreja mais viva e sempre fica impressionado com a multidão que participa das celebrações. Ao final da celebração, todos cantaram o hino em honra ao mártir acompanhado de uma gravação com a voz do Servo de Deus Monsenhor Waldir Lopes de Castro, primeiro pároco e que está em processo de santificação.

 

Thais Helena
Redação Jornal Correio da Semana

Fotos
Marcildo Brito – Redação Jornal Correio da Semana

1 Comment

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *