Quinta-feira, Maio 30
Shadow

Em Marco, Comunidade Filhos de Sião celebra 24 anos de vida e missão

A Comunidade Católica Missionária Mariana Filhos de Sião celebrou no dia 05 de julho, terça-feira, 24 anos de vida e missão com Missa Solene presidida por Dom Vasconcelos na igreja Matriz de Marco.

Fundada em 05 de julho de 1998 em Marco/CE, por Vander Lúcia Menezes Farias, após ouvir o grito de São Francisco: “o Amor não é amado, o Amor não é amado”. O fundamento da Comunidade Filhos de Sião é o amor incondicional a Jesus Cristo e a sua Igreja por meio do Louvor e da Adoração. A Comunidade é formada de mulheres e homens; jovens e adultos; solteiros, casados e celibatários; que atraídos por Deus, ofertam-se ao Senhor Jesus para viverem comunitariamente na modalidade de vida ou aliança o carisma que vos foi confiado: Louvar e Adorar o Amor que não é amado. Tal vivência inspira-se na prática dos Conselhos Evangélicos, adaptada à vida secular.

Toda a comunidade esteve reunida para celebrar a Santa Missa em Ação de Graças, e acima de tudo preparar-se para o ano jubilar. Concelebraram a Santa Missa os Padres: Pe. Francisco Eduardo, Pe. Espedito Odilon e Pe. Célio Roberto. Foi entronizado o Decreto que aprova os Estatutos e Reconhecimento Canônico da Comunidade.

“O mundo está carente de amor e sobretudo do amor de Deus. Ser filho de Sião, da igreja que brotou do coração transpassado de Jesus em sangue e água, um coração despedaçado mas que vive e ama. Esse amor faz com que nós partilhemos o pão, assumamos a pobreza, castidade, obediência, para que Deus seja glorificado. Parabenizo os filhos de Sião, porque quando fomos estudar esses estatutos nós nos perguntamos: “Mas vocês não acham que viver a pobreza é muito difícil e rigoroso? “Bom, nós vivemos assim há mais de vinte anos”. Isso nos alegra o coração, é obra do Divino Espírito Santo. Que essa chama de amor jamais seja apagada dos vossos corações e que todos possam perceber nas vossas atitudes e gestos, o amor de Deus”. Enfatizou Dom Vasconcelos.

Após a homilia, o bispo diocesano abençoou os estatutos agora aprovados definitivamente e entregou a fundadora Vander Lúcia, ao co-fundador Adriano Silva e ao conselho da vocação. Por fim, a fundadora agradeceu a todos que marcaram presença neste dia especial e falou um pouco sobre a trajetória da comunidade.

Por: Thais Helena – Redação Correio da Semana

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *