Quinta-feira, Abril 18
Shadow

Diocese de Sobral realiza 41ª Assembleia Diocesana de Evangelização

Entre os dias 3 e 4 de novembro, o clero, religiosas (os), e leigos, estiveram reunidos para a 41ª Assembleia Diocesana de Evangelização no Centro de Treinamento de Sobral Dom Aldo Di Cillo Pagotto (CETRESO).

Pode ser uma imagem de 8 pessoas e texto      Pode ser uma imagem de 14 pessoas

Pode ser uma imagem de 4 pessoas       Pode ser uma imagem de 2 pessoas, pessoas estudando, tablado e texto

Pode ser uma imagem de 12 pessoas, pessoas estudando e texto         Pode ser uma imagem de 1 pessoa, tablado e texto que diz "Pontual Tema: No caminho sinodal fortalecer os pilares da H Evangelização"

O tema deste ano em curso foi: “No caminho sinodal, fortalecer os pilares da evangelização”, e o lema: “Contudo, seja qual for o grau a que chegamos, o que importa é prosseguir decididamente”. (Fl 3, 16) e inspirados nessas temáticas os cento e cinquenta participantes ajudaram a discernir sobre os frutos que a assembleia iria proporcionar. Foram eles: Fortalecer os pilares; valorizar a escuta sinodal na fase diocesana; aplicar ações da fase sinodal nos pilares; continuar a caminhada missionária esperançosos com as indicações do PDE 2021-2023 e sinais das DAGE 2019-2023 nos próximos anos; manter a comunhão com o regional a partir dos trabalhos aprovados em assembleia.

Pode ser uma imagem de 4 pessoas e multidão       Pode ser uma imagem de 1 pessoa e texto

Pode ser uma imagem de 1 pessoa, tablado e texto        Pode ser uma imagem de 5 pessoas

A programação deu início com a missa presidida pelo bispo diocesano, Dom Vasconcelos na capela São José no interior do CETRESO, em seguida houve a cerimônia de abertura no auditório na qual compuseram a mesa: Dom Vasconcelos, Monsenhor Agnaldo Temóteo (vigário geral), Pe. Fábio Soares (vigário episcopal da região vale do Coreaú), Pe. João Vasconcelos (vigário episcopal da região Araras) e Pe. Magalhães (secretário executivo do regional NE1).

 

Dom Vasconcelos ressaltou que a CNBB decidiu não fazer novas diretrizes antes do final do sínodo da sinodalidade, mas nada do que foi planejado fica perdido, pelo contrário, é preciso ter uma postura acolhedora, viver a fraternidade, crescer na escuta, ser mais maleável, denunciar com vigor, como discípulo e missionário, não ficar esperando que as pessoas cheguem até cada um, mas precisa rever as estruturas e admitir que o caminho foi pouco. Tendo dito isto declarou aberta a assembleia.

Os aspectos relevantes da 23ª Assembleia Regional de Pastoral Nordeste I que aconteceu recentemente na Diocese de Tianguá foi apresentado por Pe. Francisco Magalhães. O coordenador arquidiocesano de pastoral da arquidiocese de Fortaleza, Pe. Watson Façanha, fez uma atualização sobre o sínodo em Roma com pistas para se viver a realidade diocesana nos pilares. Dando seguimento, Pe. João Vasconcelos, explanou sobre a síntese do sínodo diocesano. O encontro este ano foi avaliativo e eletivo a partir dos pilares: pão, palavra, missão e caridade.

Os grupos para execução da síntese a partir dos pilares foi dividido por região episcopal com a coordenação dos vigários episcopais. A síntese foi apresentada e então houve a avaliação e eleição das propostas apresentadas por cada equipe. A assembleia finalizou com a solene eucaristia presidida por Dom Vasconcelos e concelebrada pelos demais sacerdotes, onde na ocasião os dezenove candidatos ao diaconado permanente foram admitidos as ordens sacras.

Thais Helena
Redação Jornal Correio da Semana

Fotos 
Marcildo Brito – Redação Jornal Correio da Semana

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *