Terça-feira, Maio 28
Shadow

Área Pastoral celebra Festa da Divina Misericórdia

A Área Pastoral dedicada a Jesus Misericordioso realizou de 28 de março a 7 de abril, a Festa em honra ao padroeiro, Jesus Misericordioso, no espaço Dommus em Sobral com o tema: Fomos lavados por sua Misericórdia” (Tl 3, 4-5)

Todos os anos, a Igreja celebra, no segundo domingo do tempo pascal, a Festa da Divina Misericórdia. A celebração foi instituída oficialmente pelo Papa São João Paulo II no ano 2000, durante a cerimônia de canonização de Santa Faustina. A Festa está baseada em revelações privadas feitas por Nosso Senhor Jesus Cristo a Santa Faustina Kowalska, que transmitiu as mensagens sobre a Divina Misericórdia ao povoado da cidade polonesa de Plock no ano de 1931.

Com a presença de grupos, pastorais, movimentos e diversas expressões católicas, os novenários obtiveram bastante participação de visitantes e paroquianos da futura paróquia da Divina Misericórdia. Diariamente, celebrantes meditaram sobre a misericórdia infinita de Jesus ao mundo revelada a Santa Faustina através deste pedido.

No sábado, 06 de abril, o evento foi marcado pelo show: “O Canto da Misericórdia”, com a apresentação musical de Ziza Fernandes, no auditório do Centro Universitário INTA – UNINTA. Centenas de pessoas participaram do evento, entre sacerdotes, diáconos, religiosas, seminaristas e leigos.

          

Já no domingo, 07 de abril, a programação festiva iniciou pela manhã no Espaço Dommus e se estendeu durante todo o dia. Houve pregação com Ziza Fernandes e Padre Uli Endres, adoração, louvor, e finalizou com a Missa Solene presidida pelo quase pároco, Pe. Ítalo Arcanjo. Concelebraram: Frei Glauber Pinheiro, frade capuchinho; Pe. Livandro Monteiro, da comunidade Shalom; Pe. Deckson, diretor espiritual da Fazenda da Esperança masculina e Pe. Uli Endres, vigário paroquial da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima e colaborador da área pastoral. Os sacerdotes foram auxiliados pelo diácono permanente, Edmar Filho.

“Não temos méritos para receber nenhuma graça, mas Deus é amor e nos concede muitas graças. A graça maior, é a nossa vida, e ele nos dá. Como estamos vivendo a nossa vida? Será que estamos sendo modelo de doação e sagração? Ser devoto da divina misericórdia significa ser sinal de paz, misericórdia e amor. Ser um outro Cristo num mundo sem paz, ser sinal de luz num mundo de tantas trevas. É preciso olhar para Jesus, ele que nunca desanimou em seu trabalho missionário”, disse Frei Glauber durante a pregação.

 

No final da celebração eucarística houve uma apresentação teatral sobre Santa Faustina e os quadros com a imagem de Jesus Misericordioso foram abençoados. O administrador, Pe. Ítalo, agradeceu a todos os envolvidos na organização da festa, as pessoas que diariamente participaram dos novenários e aos celebrantes de cada dia pela disponibilidade.

Com muitos aplausos a comunidade agradeceu ao Padre Ítalo e ao diácono Edmar Filho por toda dedicação para com aquela pequena porção do povo de Deus que ainda está caminhando para uma elevação paroquial.

Thais Helena
Jornalista

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *