Segunda-feira, Maio 27
Shadow

Dom Vasconcelos celebra 11º aniversário de Ordenação Episcopal

No dia 11 de junho, Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos celebrou o décimo primeiro aniversário de sua Ordenação Episcopal. A Santa Missa em ação de graças por ocasião desta data importante foi na SÉ Catedral de Nossa Senhora da Conceição, em Sobral. Concelebrou com ele, o pároco e cura da Catedral, Pe. João Paulo.

O episcopado é o grau mais elevado do sacramento da Ordem, seguido do presbiterado (padres) e diaconado (diáconos). Em comunhão com o Papa, Bispo de Roma e sucessor do Apóstolo São Pedro, os bispos são sucessores dos apóstolos, recebendo a missão de pastorear, santificar e ensinar a porção do povo de Deus (Igreja particular) a eles confiada por Jesus Cristo. O sacerdote pernambucano foi nomeado bispo auxiliar de Fortaleza pelo Papa Bento XVI em 21 de março de 2012; Em 11 de junho do mesmo ano foi sagrado bispo por Dom Fernando José Monteiro Guimarães, bispo de Garanhuns; No dia 06 de julho foi apresentado à Arquidiocese de Fortaleza como Bispo Auxiliar; No dia 01 de fevereiro de 2015 foi nomeado Administrador Apostólico da Diocese de Sobral; Posteriormente em 08 de julho foi nomeado pelo Santo Padre, o Papa Francisco, como bispo da Diocese de Sobral/CE e no dia 29 de agosto foi empossado na Diocese de Sobral onde exerce seu pastoreio até os dias de hoje.

No evangelho do 10º Domingo do Tempo Comum, Jesus chama Matheus, um cobrador de impostos para segui-lo. Dom Vasconcelos falou em sua homilia sobre a misericórdia de Deus e o quanto ele não desiste da humanidade. Jesus se revela como o senhor da misericórdia, o evangelho nos apresenta a vocação de Mateus, conhecido por Levi que era um cobrador de impostos a serviço do império romano. “Portanto, quando ouvimos essa palavra ficamos impressionados com Jesus, e os fariseus também ficaram porque Jesus queria um discípulo como Mateus. Quando escutamos uma reflexão como essa nós não podemos negar a misericórdia de Deus. Ele em seu infinito amor sabe olhar o homem por dentro e sabe que dentro de cada ser humano existe algo de bom, e este algo de bom, ele aproveita. O senhor não faz distinção de pessoas. Nós não podemos julgar ninguém, somente Deus reconhece o pecador. Quando Jesus se aproximou de Matheus e o chamou, ele imediatamente abandonou a coletoria de impostos e o seguiu. Isso também aconteceu com outros pecadores. O senhor não aceita o pecado, mas ele aceita o pecador e nunca desiste de sua conversão. Deus nunca despreza um coração arrependido, mas ele espera que o pecador mude de vida”, disse Dom Vasconcelos.

O bispo diocesano pediu ainda a Deus a graça de sermos capazes de não julgar as pessoas, mas sermos caridosos com o próximo. “O que seria se a nossa salvação dependesse dos nossos méritos? Dependemos da nossa capacidade de ouvir, conhecer o senhor e deixar-se questionar pela palavra e abandonar o pecado”, finalizou.

Ao final da celebração, foram proferidas manifestações de carinho e agradecimentos ao pastor diocesano. O seminarista propedeuta Mateus Silveira, agradeceu a Dom Vasconcelos por sua caminhada e zelo de pai para com todos os seminaristas que estão em formação. Assim como a co fundadora da Comunidade Coração de Maria, Edna Chaves, que também realizou uma homenagem em nome da paróquia.

Dom Vasconcelos agradeceu a manifestação de carinho que recebeu durante todo o dia. “Gratidão a Deus, que me chamou e me consagrou, ao povo de Deus que caminha comigo. Ao clero, seminaristas e leigos. Ser bispo não é uma honra, mas uma missão, e assim encaro essa vocação. Com a graça de Deus nós vamos caminhando todos juntos rumo à terra prometida. Rezem por mim para que Deus me conceda alegria, saúde e a felicidade em servir”, disse.

 

Thais Helena
Redação Jornal Correio da Semana

Marcildo Brito
Fotos – Repórter Fotográfico Jornal Correio da Semana

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *