Segunda-feira, Maio 20
Shadow

Dom Vasconcelos: “Jesus se perpetua, o podemos ver na hóstia consagrada em sua totalidade, humanidade e divindade”.

Bispo Diocesano presidiu duas missas da Solenidade de Corpus Christi, às 9h e 16h na SÉ Catedral de Sobral, e destacou a importância da herança deixada por Jesus: a eucaristia.

A Festa de Corpus Christi foi instituída pelo Papa Urbano IV em 11 de agosto de 1264. No entanto, a origem dessa festa remonta o ano de 1247, em Liège, na Bélgica, onde surgiu um movimento eucarístico com a finalidade de propagar a fé católica na presença real de Cristo nas espécies eucarísticas. Nessa ocasião, aconteceu a primeira procissão eucarística pelas ruas da cidade. Anos depois, essa celebração se tornou nacional e, em 1313, o Papa Clemente V a estabeleceu como uma festa de caráter mundial.

Centenas de fiéis católicos lotaram a igreja mãe da Diocese de Sobral durante todo o dia para participar da solene celebração eucarística do Corpo de Deus, neste dia 08 de junho. Houve celebrações Às 6h30, 9h, 16 e 18h30. Pela manhã Dom Vasconcelos falou sobre a presença constante de Deus no meio de seu povo, desde o antigo testamento aos dias de hoje. “Existe uma presença que nunca se torna ausente, a de Deus. Antes que nós nascêssemos Deus nos conhece e tem contado os fios de nossa cabeça, embora sejamos pecadores ele nos ama. Não podemos vê-lo, mas podemos sentir”, disse.

Após a homilia, houve a reinvestidura dos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão que fazem parte de toda a paróquia, desde as comunidades carismáticas, capelas, santuário e matriz. Dom Vasconcelos os agradeceu pelo serviço, concedeu-lhes a benção e aspergiu as vestes litúrgicas. O Santíssimo ficou exposto durante todo o dia para adoração.

CORPUS CHRISTI: MEMORIAL DO MISTÉRIO SALVÍFICO DE CRISTO

Vindos de diferentes paróquias de Sobral e região, sacerdotes, religiosas, seminaristas e leigos, lotaram a igreja Catedral para participar da Solenidade de Corpus Christi ainda na tarde desta quinta-feira, às 16h.

Ao saudar a todos que estavam presentes, o bispo diocesano recordou a importância deste dia para a igreja católica, pois através da eucaristia deixada por Jesus podemos não apenas senti-lo, mas comungarmos o seu corpo e sangue, e assim ele habita dentro de cada um de nós. Concelebraram os padres: Pe. Denilson de Sousa, Pe. Bruno de Araújo, Pe. Livandro Monteiro, Pe. Eufrázio Filho, Pe. João Paulo e Pe. Uli Endres.

Dom Vasconcelos relembrou aos fiéis durante a homilia da instituição da eucaristia ocorrida na última ceia de Jesus com os apóstolos. “Em cada eucaristia celebramos o nascimento, morte e ressurreição de Jesus. A eucaristia foi instituída na santa ceia, pois Jesus deu poder aos apóstolos para realizarem o milagre da transubstanciação. Milagre esse que podemos sentir através da fé, não existe mais o pão e vinho, mas sim, o corpo e sangue de Cristo. Esse Cristo se perpetua e o podemos ver na hóstia consagrada, Jesus em sua totalidade, humanidade e divindade”.

Já no findar da tarde, às 18h, iniciou a procissão pelas principais ruas do centro de Sobral. O carro andor ornamentado com flores, carregou Jesus Sacramentado que abençoava o povo sobralense neste dia solene. Uma multidão acompanhou a procissão com cânticos de louvor. Houve três paradas para a benção do santíssimo, a primeira no Arco de Nossa Senhora de Fátima, a segunda no Santuário São Francisco de Assis e em seguida, na Capela do Menino Deus.

 

 

A procissão encerrou na SÉ Catedral de Nossa Senhora da Conceição, e houve ainda a última missa presidida por Pe. João Paulo.

 

Thais Helena
Redação Jornal Correio da Semana

Marcildo Brito
Repórter Fotográfico – Jornal Correio da Semana

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *