Quinta-feira, Abril 18
Shadow

Diocese de Sobral acolhe imagem peregrina e Dom Vasconcelos ordena primeiro Diácono Permanente

Pode ser uma imagem de 2 pessoas e pessoas em pé

Pela imposição das mãos de Dom Vasconcelos, o acólito José Edmar Lima Filho recebeu o diaconato permanente na Catedral da Sé, no sábado, dia 16. Na ocasião foi acolhida a imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima que esteve em Sobral há 69 anos atrás.

Inicialmente foi entronizada a imagem peregrina pelo grupo do terço dos homens. A prece e a imposição das mãos pelo Bispo Diocesano constituíram a parte central do rito de ordenação do agora Diácono Permanente José Edmar Lima Filho.

Diante do adro da Catedral repleta de fiéis, Dom Vasconcelos afirmou no começo da santa missa, que esse era um dia memorável, pois era a ordenação do primeiro diácono permanente desta igreja particular e o retorno da imagem portuguesa à Sobral.

SERVIÇO DO ALTAR, PALAVRA E CARIDADE
Após a proclamação do evangelho houve a apresentação do candidato ao diaconado.
“Considerado como uma verdadeira e própria vocação dentro da comunidade eclesial o diaconado é um dom de Deus à sua igreja. Os diáconos não são suplentes dos padres, nem podem ser reduzidos a agentes de pastoral, mas são chamados a ser sinais de Cristo, servo da igreja servidora. Fortalecido com o dom do espírito santo o diácono deverá ajudar o bispo e o presbitério no serviço da palavra, altar e da caridade mostrando-se servo de todos. Como ministro do altar irá proclamar o evangelho, preparar o sacrifício e repartir entre os fieis o corpo e sangue de Cristo. Além disso, por mandado do bispo poderá exortar e instruir na sagrada doutrina não só os não crentes como também os fiéis, poderá ainda presidir as orações, administrar o batismo, assistir e abençoar os matrimônios, levar o viático aos agonizantes e oficiar as exéquias. Agindo dessa forma deve ser reconhecido e acolhido como discípulo daquele que não veio para ser servido, mas para servir”, ressaltou Dom Vasconcelos enfatizando sobre as funções do diácono permanente.

O RITO DE ORDENAÇÃO
O eleito para a ordenação assumiu publicamente o seu chamado perante o Senhor Bispo fazendo a profissão de fé e juramente de fidelidade. Edmar Filho foi interrogado por Dom Vasconcelos a cerca das exigências desse ministério: ser consagrado ao serviço da igreja; desempenhar, com humildade e amor, o ministério diaconal como colaborador da ordem sacerdotal; guardar o mistério da fé e proclamá-la por palavras e atos; perseverar e progredir no espírito de oração; e imitar o exemplo de Cristo. Além disso, prometeu respeito e obediência ao Bispo e a seus sucessores. Na sequência, com Edmar Filho prostrado no presbitério, foi entoada a Ladainha de todos os Santos, após a qual se seguiu a imposição das mãos e a prece de ordenação feita pelo Bispo. Depois, o novo diácono foi revestido da estola e da dalmática, como sinal do serviço ministerial para o qual foi ordenado. As vestes foram levadas por sua esposa Pâmera, e os Padres: Pe. Eudes Cruz e Monsenhor Rômulo os revestiram. Também recebeu das mãos de Dom Vasconcelos o Livro dos Evangelhos, e na sequência, o abraço da paz, primeiro de Dom Vasconcelos, depois dos diáconos permanentes que marcaram presença.

 

GRATIDÃO
No final da celebração, o Diácono permanente Edmar Filho leu sua mensagem de agradecimento a todos que passaram por sua caminhada de vida e missão, sobretudo seus formadores, familiares e sua esposa. Mesmo diante das inúmeras situações Edmar Filho persistiu em seu chamado de servir o reino de Deus, e agora conta com a ajuda da família para assim cumprir sua missão. O coordenador da Escola Diaconal Santo Estevão, Pe. Denilson de Sousa, acompanhado dos sacerdotes que fazem parte da comissão para o diaconado permanente, manifestou seu carinho ao diácono lembrando-o da importância dele agora nesta igreja diocesana na qual não está sozinho, ele tinha conhecidos ou amigos, mas agora tem 83 irmãos, que é o número de sacerdotes desta diocese. Desta forma o diácono foi acolhido e todos fazem parte da mesma família clerical. Por fim, Dom Vasconcelos animou a todos para a realização da consagração a Nossa Senhora diante da imagem peregrina.

Por Thais Helena – Redação Correio da Semana
Fotos – Marcildo Brito

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *