Segunda-feira, Maio 20
Shadow

Sobral recebe a visita da relíquia da Beata Madre Rosa Gattorno, fundadora das Irmãs Filhas de Sant’Ana

A relíquia de 1º grau da Beata Madre Anna Rosa Gattorno chegou à cidade de Sobral na última sexta-feira, 10/03. A acolhida aconteceu na Igreja Matriz de Nossa Senhora de Fátima, no bairro Sinhá Sabóia onde saiu em carreata em direção ao Colégio Sant’Ana. Meses atrás a relíquia esteve em Sobral e visitou rapidamente a Santa Casa de Misericórdia e Hospital do Coração.


Foto: Irmã Rita Vasconcelos adentrando a igreja com a relíquia da Beata Madre Rosa

De acordo com o Vaticano, a história conta que em um clima de intensa oração, diante do Crucifixo, Madre Rosa recebeu a inspiração de fundar uma Congregação religiosa:  “Filhas de Santa Ana, Mãe de Maria Imaculada”. Depois de a ter escutado durante longo tempo, o Papa Pio IX confirmou-a na sua missão de Fundadora. Vestiu o hábito religioso no dia 26 de Julho de 1867 e a 8 de Abril de 1870 emitiu a profissão, com outras doze religiosas. Com esta fundação, realizou muitas obras de atendimento aos pobres e doentes e tantas outras. Assim, foram abertas muitas escolas para a juventude pobre e a promoção humano-evangélica, segundo as necessidades mais urgentes da época. A beata sofreu provas, humilhações, dificuldades e tribulações de todo o gênero, mas sempre confiou em Deus e, cada vez mais, atraía outras jovens para o seu apostolado. Assim, a Congregação difundiu-se rapidamente na Itália, Bolívia, Brasil, Chile, Peru, Eritreia, França e Espanha. Ana Rosa faleceu no dia 6 de Maio de 1900. Em Sobral, a população conta com a colaboração do Colégio Sant’Ana que há mais de 80 anos ensina com fé e educação.

Na chegada da relíquia ao colégio, houve a Santa Missa de acolhida na quadra esportiva com a presença das religiosas, colaboradores, professores e alunos. A celebração foi presidida por Pe. João Paulo, pároco da Paróquia da Sé. No domingo, dia 12/03, foi a vez da Igreja Catedral receber a visita da relíquia. Houve duas celebrações, às 16h e 18h30, onde também foi presidida por Pe. João Paulo que durante a homilia pediu aos fiéis que rezassem pela santidade da Beata Madre Anna Rosa. “Madre Rosa ainda não é declarada Santa pela igreja porque falta um milagre, aquele impossível e nós hoje rezamos em unidade pedindo a Deus por sua santidade”, disse.


Foto: Professores e Irmãs Filhas de Sant’Ana ao final da missa

A diretora do Colégio Sant’Ana, Irmã Rita Vasconcelos, agradeceu o apoio e acolhida da Paróquia da Sé na qual o colégio faz parte do território. Contudo, a relíquia segue na cidade em peregrinação até o dia 20 de março.

 

Thais Helena
Redação Jornal Correio da Semana

Marcildo Brito
Repórter Fotográfico – Jornal Correio da Semana

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *