Domingo, Dezembro 3
Shadow

Pe. José Chitumba celebra 40 anos de Ordenação Sacerdotal

O Reitor do Santuário São Bento situado na Fazenda da Esperança, Pe. José Chitumba, celebrou na última segunda-feira, dia 12 de setembro, 40 anos de ordenação sacerdotal.

A celebração foi presidida pelo bispo diocesano, Dom Vasconcelos, na Catedral de Nossa Senhora da Conceição. Contou com a presença dos acolhidos, voluntários e religiosas da fazenda. Concelebraram os padres: Pe. Agnaldo Temóteo, Pe. Edinardo Gomes, Pe. Fábio Mota e Pe. Ítalo Arcanjo.

         

     

 

Dom Vasconcelos falou um pouco sobre como conheceu Pe. Chitumba e os anos de convivência. Também renderam graças a Deus pelo dom da vida do Monsenhor João Batista Frota, que neste dia celebrou seu aniversário natalício. “O Padre Chitumba na vida teve suas quedas, mas ele experimentou a misericórdia divina. Teve a oportunidade de experimentar a graça de Deus, ele quis consagrar a sua vida na fazenda da esperança. Há muitos anos ele desempenha esse ministério e para celebrar dignamente a eucaristia nós devemos estar sempre em comunhão com Deus e com os irmãos. A grande missão do sacerdote é despertar a fé no coração das pessoas. Portanto, nós celebramos a eucaristia, através das nossas palavras e da graça que o Senhor nos concedeu nós recebemos o poder de transformar o pão e vinho no corpo e sangue de cristo, mas não basta isso, é necessário fazer com que as pessoas vivam em comunhão e que tenham um coração capaz de se compadecer o próximo e cheio de fé”, disse o Senhor Bispo em sua homilia.

Como ação de graças foi recordado um canto que se chama “Madonna Nera”, que significa mãe negra. A imagem foi ferida na guerra da Polônia, tem um golpe no rosto que sangrou. Pe. Chitumba vem de uma realidade difícil, viveu muitos anos na guerra. Dentro dessa realidade de recordação todos cantaram em forma de agradecimento. Ao final, o sacerdote relembrou o dia de sua ordenação, as dificuldades e alegrias. Agradeceu a Dom Vasconcelos pela participação afetiva em sua vida pessoal e presbiteral na qual compartilha todas as suas dores e tantas felicidades. O padre ainda consagrou a Nossa Senhora toda a Diocese de Sobral, amigos, parentes, benfeitores, sua pátria angola e todo o Brasil.

Por Thais Helena – Redação Correio da Semana

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.