Segunda-feira, Maio 20
Shadow

Fiéis participam da Vigília de Pentecostes na SÉ Catedral de Sobral

Das 20h às 00h do dia 04 de junho, os paroquianos da Paróquia Nossa Senhora da Conceição participaram da Vigília de Pentecostes na Catedral Sé. Na ocasião, as novas comunidades conduziram os momentos de adoração, louvor e pregação, à luz do tema: “De repente, ficaram todos cheios do Espírito Santo”. (cf. At 2, 2-4)

Em Pentecostes é renovado à cena do “Cenáculo”. Cenáculo idealmente ligado ao de Jerusalém onde, há quase dois mil anos, se verificou a primeira prodigiosa efusão do Espírito Santo sob os Apóstolos e Maria Santíssima. Naquele dia nasceu a igreja, una, santa, católica e apostólica.

A animação e louvor ficou por conta da Comunidade Católica Shalom, e em seguida houve pregação com a fundadora da Comunidade Rainha da Paz, Tasia Montenegro, que falou um pouco sobre a importância dos dons do Espírito Santo e os frutos: “Nem todos na igreja podem ser apóstolos, profetas, evangelistas, mas todos indistintamente do primeiro ao último podem e devem ser, caridosos, pacientes, humildes e pacíficos. Então, o fruto é para todos nós, o Senhor quer contar com a nossa liberdade unida a graça dele para que esses frutos sejam produzidos em nós”. Disse, Tasia. Após a pregação houve Adoração ao Santíssimo Sacramento com efusão, diversas pessoas receberam oração neste dia e muitas graças foram derramadas sob todas as pessoas que estiveram presentes.

A programação finalizou com a Santa Missa presidida por Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos, Pastor Diocesano de Sobral e concelebrou com ele os Padres: Pe. Denilson de Sousa, Pe. Erivaldo Maria, Pe. Jocélio Medeiros, Pe. João Paulo e Pe. Uli Endres. O Senhor Bispo chamou a atenção dos fiéis para a importância da humildade que é um espírito de Deus, e que não é correto querer ser mais que Deus. Não se fala em Pentecostes, sem se referir a Babel, pois pentecostes é a antítese de Babel que havia confusão por querer ser grande, queriam construir o mundo sem Deus. “Isso continua acontecendo hoje quando vemos o ser humano por causa da ganância destruindo nossa casa, a natureza, causando guerras… Na guerra não há ganhadores, só haverá perdedores e destruição. O mundo continua a gemer por causa desse espírito maligno e a humanidade continua a esperar que sejam manifestados os filhos de Deus, aqueles que renascem da água do espírito santo. Sem o Espírito Santo não conseguimos nada de bom, muito menos rezar, é necessário que o Espírito Santo fale em nós e nos mostre o caminho”.  Explanou Dom Vasconcelos.

Finalizando a celebração, o Pároco da Catedral, Pe. João Paulo, agradeceu as comunidades que organizaram a Vigília de Pentecostes e a presença dos demais grupos e movimentos que estiveram presente nesta celebração, assim como dos sacerdotes e bispo diocesano.

 

Texto: Thais Helena – Redação Correio da Semana
Fotos: Marcildo Brito – Repórter Fotográfico Correio da Semana

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *