Sexta-feira, Março 1
Shadow

Diocese de Sobral realiza I Assembleia Diocesana dos Leigos e Leigas em Sobral

Com o tema: “Fica conosco, Senhor (Lc 24,29)”, aconteceu na manhã deste sábado, 27 de janeiro, no auditório Dom Walfrido, nas dependências da Cúria Diocesana, a I Assembleia Diocesana de Leigos e Leigas.

Mais de cem pessoas participaram do encontro, entre eles: coordenadores diocesanos das pastorais, movimentos, organismos, associações, grupos, fundadores das novas comunidades cadastradas na diocese e coordenadores dos pilares em âmbito diocesano; coordenadores do CPP (Conselho de Pastoral Paroquial) de cada paróquia, Área Pastoral e Área Missionária; secretários das regiões episcopais e paroquiais de toda a igreja particular de Sobral. Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos, bispo diocesano de Sobral, esteve presente durante todo o encontro, assim como, o vigário geral, Monsenhor Agnaldo Temóteo e o coordenador diocesano de evangelização, Pe. Francisco Edinardo. A formadora convidada foi Érica Carvalho, presidente do Conselho de Leigos do regional NE1.

  

A assembleia iniciou às 8h com o café da manhã no pátio da Cúria Diocesana, em seguida todos se dirigiram para o auditório, onde Pe. Edinardo Gomes iniciou a assembleia acolhendo a todos que estavam presentes. Dom Vasconcelos mencionou que há cerca de três anos é planejado o conselho diocesano dos leigos, pois tinha apenas uma comissão. Tendo dito isto, o bispo diocesano ressaltou que todos devem tomar consciência que são povo de Deus. “A nossa identidade é ser cristão, se não for cristão no sentido mais profundo da palavra, sendo seguidor de cristo, eu não sou igreja. Ser cristão é ser batizado, através do batismo entramos na igreja, mas tem muita gente que foi batizado e que não são cristãos, porque não vivem como tal. São ramos que foram enxertados na árvore de Deus, mas não está dando frutos. Queremos uma árvore frondosa, como uma mangueira e não como uma palmeira imperial que nem sombra dar. Desta forma, queremos manifestar nossa gratidão por seus serviços pastorais que são feitos com amor e dedicação. Se a sociedade está podre é porque ainda não estamos sendo sal da terra e luz do mundo, precisamos ser cristos no mundo”, findou.

O momento formativo ficou por conta de Érica Carvalho, que trouxe a perspectiva sobre o que são os leigos e a importância de uma comissão diocesana nas dioceses. “Um leigo cristão articulado é aquele que se comunica, pois é uma comunicação que trás diálogo. O conselho de leigos e leigas busca a formação de um laicato consciente de sua vocação, missão, e, portanto, do caráter dessa vocação e missão na construção de uma igreja verdadeiramente evangelizadora. Mas, para alcançar este objetivo o laicato precisa passar da consciência ingênua para a consciência crítica. Evangelizar onde quer que estejamos. Na consciência ingênua o leigo era tarefeiro, na consciência crítica constrói a Igreja a partir de sua vocação”, disse.

Comissão Diocesana dos Leigos eleita com Érica Carvalho e Dom Vasconcelos

Dando continuidade, foi explícito como se dá a organização do conselho de leigos:1 presidente, 1 vice-presidente, 1 secretário, 1 secretário adjunto, 1 tesoureiro e 1 tesoureiro adjunto. O comitê de contagem de votos teve como presidente, Dom Vasconcelos e seus auxiliares: Pe. Edinardo Gomes, o diácono permanente Cândido Aguiar, a assessora do regional, Érica Carvalho e a Sra. Sandra. Cerca de oitenta e três pessoas participaram da votação.Na contagem os mais votados foram: Robério Cavalcante da Ponte, Raimundo Araújo Lopes, Maria Irani Araújo, Ana Rosa Pinheiro, Wander Lúcia, e Francisco Jerfferson Carneiro. Entretanto, foi realizado o segundo turno da eleição, na qual o mais votado foi, Robério Cavalcante como presidente; os segundos mais votados Raimundo Araújo e Vander Lúcia; para suplência: 1º Suplente: Irani Araújo, 2º Suplente: Jefferson Carneiro e Ana Rosa.

 

Thais Helena
Redação Jornal Correio da Semana

Fotos
Marcildo Brito – Jornal Correio da Semana

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.